Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Caso não concorde deverá navegar para outro endereço.

fechar

 Testemunho - Hugo Brandão  

Nome

Olá, sou Hugo Brandão, tenho 24 anos e vivo no Porto (Lordelo do Ouro).

Aos 14 anos, deixei a escola sem concluir o 6º ano de escolaridade. Não gostava da escola, não conseguia estar concentrado mais de noventa minutos numa aula. Estive muitas vezes suspenso, mas nunca conseguia mudar a minha postura. Entre os 15 e os 18 anos, frequentei vários cursos profissionais sem os concluir, pois faltava muito às aulas. Aos 18 anos após estar envolvido num processo judicial, foi-me sugerido que entrasse no projecto  “Arco  Maior”

Falando agora do meu percurso aqui no Arco Maior, já se passaram mais ou menos 15 meses. Ao longo de todo este tempo, aprendi muito, pois quando entrei aqui, mal conseguia ter uma boa conversa com os professores e alunos. Agora tudo é diferente porque já evolui muito desde que vim para aqui. Nesta família, partilhei bons momentos, momentos que eu não vou esquecer nunca mais. Foi a melhor opção na minha formação. No Arco Maior vive-se  muito  em  conjunto  e,  como  digo  sempre,  “aqui   somos  uma  família”, tratámo-nos todos bem, aqui lidamos com todo o tipo de pessoas e é por causa disso que ainda somos mais chegados. No Arco aprendi a ter muito mais paciência para as pessoas e a respeitá-las. Gosto de todos aqui e há muitas pessoas que quero acompanhar para o resto da minha vida.

Estou na reta final do meu percurso e tenho muito pena porque fiz aqui 6º ano e estou quase a terminar o 9º ano. Mas por outro lado, vou poder arranjar trabalho e era por isso que eu queria poder ter o 9º ano, o que vai mudar tudo na minha vida. Nunca pensei ter a capacidade de poder fazer o que tenho vindo a fazer.

Em relação aos professores, adorei conhecê-los a todos, contudo três marcaramme para toda a vida. Quero dizer que gosto de todos os professores e a eles quero agradecer por tudo o que fizeram por mim. Sei que não sou muito de esperar, mas estes professores fizeram-me ver que não vivo sozinho neste mundo e que tenho de respeitar todos.

Falando dos alunos do Arco Maior, gostei de conviver com todos e sei que tenho amigos aqui para toda a minha vida. Alguns são já da minha família, fazem parte de tudo. Todos temos feitios e maneiras de ser diferentes, daí ser muito complicado para os professores. Eu sentia muitas dificuldades em respeitar alguém, no entanto, hoje, sentome em frente a um professor e sei ter uma conversa.

Em relação ao futuro, quero muitas coisas para mim, ambiciono conhecer outros países, ter uma casa, filhos, uma família. Quero poder fazer vida com a Daniela e sem o curso nada disto podia acontecer. Sou muito alegre e gosto de estar sempre ocupado.

Agora vou só falar um pouco de uma pessoa que é a mais importante para mim aqui no curso. Você para mim é um segundo Pai. Só você para poder mudar as minhas ideias. Sem você, eu não estava aqui hoje a escrever esta carta. A você tenho de agradecer tudo que está a fazer por mim mesmo. Um grande abraço, Antero Afonso.

Hugo Brandão

Arco Maior 1 / Coordenação-Geral

Arco Maior 2

  • Rua do Conde Ferreira, 80
  • 4300-195 Porto

Arco Maior 3

  • Rua Antero de Quental, 113
  • 4430-015 Vila Nova de Gaia