Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Caso não concorde deverá navegar para outro endereço.

fechar

 Resultados  

Falar de resultados escolares e educativos no percurso destes jovens, no Arco Maior, exige a sua contextualização no quadro institucional em que eles e elas se movimentam.

Ter sucesso no Arco Maior é, pois, crescer em autonomia, em conhecimentos e em capacidade para reconstruir uma vida, ou seja, erguer um novo projeto de vida minimamente alicerçado numa nova força interior.

Ter sucesso no Arco Maior é sermos capazes de acolher competentemente cada um dos que nos procuram e dispormos de professores capazes de cativarem, motivarem e ajudarem estes jovens a crescer e a orientar-se.

Ter sucesso no Arco Maior é também cumprir o compromisso celebrado de realizar um conjunto de horas de formação.
No fim do ano letivo de 2016/17, a situação sobre as transições de ano, para 2017/18, é bastante animadora.

Podemos verificar que há uma taxa de transição muito elevada, sendo certo que alguns jovens se encontram ainda em “situação de avaliação”. Não comparamos os jovens entre si, cada uma e cada um realizam o seu percurso próprio.

De 39 jovens que frequentaram o Arco 1 no ano letivo 2016/17, transitaram 33 (85%) para o ano seguinte, de 43 jovens do Arco 2, transitaram 36 (83%) e, do Arco 3, de 29 jovens, transitaram 25 (86%). Globalmente estes valores correspondem a uma perda de perto de 15% dos jovens, pelas seguintes razões:

  • 2 por terem obtido emprego
  • 2 por licença de parto
  • 4 por ter sido colocados em regime fechado
  • 1 por reclusão
  • 4 porque fizeram 18 anos
  • 1 porque está em fuga da instituição
  • 1 porque casou e foi para Lisboa
  • 1 por abandono
  • 1 nunca veio, embora tenha sido entrevistado e tenha dito que sim ao projeto
  • 1 por ter ido para o estrangeiro

Arco Maior 1 / Coordenação-Geral

Arco Maior 2

  • Rua do Conde Ferreira, 80
  • 4300-195 Porto

Arco Maior 3

Arco Maior 4

  • Rua da Prelada, 131
  • 4250-376 Porto