Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Caso não concorde deverá navegar para outro endereço.

fechar

 O que é o Arco Maior  

O projeto socioeducativo Arco Maior destina-se aos adolescentes e jovens excluídos ou que se excluíram dos sistemas formais de educação e formação, sem terem completado a escolaridade obrigatória, preferentemente, com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos, podendo acolher também jovens com idades inferiores e superiores. (1)

Por vezes, o Arco Maior também se define pela negativa, pois esse também é um procedimento esclarecedor. Assim, esta proposta-resposta educativa não é uma alternativa às escolas já existentes, é apenas um local e um tempo de transição que oferece, a quem já caiu por entre a malha de todas as escolas e centros de formação da cidade, o tempo e as oportunidades de se reencontrar e recomeçar, de estabelecer bases minimamente sólidas para um novo itinerário de vida. Este passará, em boa medida, pelo regresso às escolas e aos centros de formação ou pela inserção socioprofissional imediata.

Não se deverá, pois, confundir o Arco Maior com qualquer forma de institucionalização, pois radica nesta transitoriedade. Também não é mais uma escola típica, que tem os seus planos de estudo e metodologias prévia e totalmente desenhados e onde o principal ofício dos professores e educadores é aplicar esses planos.

Diante do referencial geral já estabelecido, procura-se criar, plasticamente e com cada adolescente, as dobradiças necessárias e melhor adaptadas à montagem de cada porta: se mais acima ou mais abaixo, se abre para dentro ou para fora, se se implanta no umbral direito ou esquerdo…portas com um arco maior do que os habituais, para por ele poderem passar todos os adolescentes e jovens, de frente, de lado, direitos ou tortos…

Com base num diagnóstico das aprendizagens escolares, dos saberes práticos e das competências sociais de cada adolescente e jovem, é realizado um projeto de acompanhamento ao desenvolvimento pessoal, seguido por cada docente e por todos eles, num trabalho cooperativo. As áreas nucleares da formação são, no Arco1, Linguagem e Comunicação, Matemática para a Vida, Língua Estrangeira/Inglês e Cidadania e Empregabilidade e, ainda, Aprender com Autonomia e as Práticas Oficinais, que se desdobram em Restauro, Restauração/Cozinha, Artes e Ofícios e TIC-Multimédia. No Arco 2, as áreas oficinais são Restauração/Cozinha, Jardinagem e Educação Musical. Este é o ponto de partida, o caminho é aquele que se revelar o mais adequado para cada um.

A formação completa-se com outras aprendizagens que visam favorecer a autonomia e a inserção social, como a realização de visitas e de estágios, que decorrem em entidades parceiras. Aos jovens são proporcionadas, na medida do seu mérito, certificações escolares do 6º e do 9º anos.

(1) No primeiro ano, por força de uma decisão do MEC, o grupo que acolhemos foi de idades posteriores.

Arco Maior 1 / Coordenação-Geral

Arco Maior 2

  • Rua do Conde Ferreira, 80
  • 4300-195 Porto

Arco Maior 3

  • Rua Antero de Quental, 113
  • 4430-015 Vila Nova de Gaia